Marcos Aurelio

Olá, sou Marcos Aurélio e trabalho com ilustração profissional desde 1991!

+55 11 972945255
contato@marcosaurelio.art.br

Assinar a Newsletter

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

A inspiração sumiu

A inspiração sumiu

E quando a inspiração não vem?

Posso dizer, de forma bem particular, que sofro muito mais de falta de vontade de desenhar do que de falta de inspiração.

Explico:

Hoje por exemplo, véspera de ano novo, estava tentando focar em desenhar alguma coisa que tinha em mente mas a mente queria fazer outra coisa.

Bem, o corpo obedece aos comandos mentais e está apto para desenvolver o trabalho mas falta foco.

Isso ocorre geralmente quando estou querendo abraçar muita coisa ao esmo tempo mas sem delegar atenção para nada.

Quando estou com a agenda cheia basta manter uma ordem nas tarefas e ir desenvolvendo o trabalho.

Porém, quando estou a vontade demais o foco fica todo disperso.

Um dos recursos que uso para ordenar as ideias é buscar apreciar outras mídias ou atividades que nada tem a ver com a ilustração ou meu trabalho regular.

A medida que vou desenvolvendo uma atividade alternativa o foco começa a afunilar e as ideias passam a ficar mais claras e definidas promovendo por consequência a orientação para uma determinada direção criativa que por fim ajudará a iniciar a execução da tarefa.

Há poucos dias conversava com um amigo, o F.T., sobre o episódio 9 de Staw Wars, a Ascenção Skywalker, e foi tão divertidas as considerações que surgiu a ideia de fazer uma sátira em quadrinhos bem curtinha.

Tinha uma ideia bem básica mas não conseguia passar para o papel pois estava pensando em muitas possibilidade de execução, inclusive animação, mas isso acabou por me confundir, depois desanimar e por fim abandonei a idéia pois não consegui foco para dar início ao desenho.

Resolvi parar e me afastar do material de desenho e fui descontrair a mente com qualquer outra coisa que não fosse desenhar.

De cara resolvi escolher o bluray de extras do show do U2 para ver e conforme absorvia diferentes informações visuais em paralelo já ia me distanciando da necessidade de solucionar o problema de produção de minha história em quadrinhos pois estava me nutrindo criativamente de soluções visuais encontradas pelos técnicos para situações diversas para realizar aquele show.

Nem havia terminado de assistir o disco eu já fui em direção do material de desenho e comecei a fazer esboços aleatórios tentando trabalhar sem compromisso com as ideias básicas que imaginava para a H.Q. – que naquele momento já se definia como uma espécie de tira de quadrinhos para o instagram.

Já estava bem embalado na manhã de hoje com uma melhor definição dos esboços e após escolhidos os que melhor representavam as etapas da tira d quadrinhos comecei a diagrama-los após escaneados.

Bingo, havia terminado de forma tranquila, sem pressão e entusiasmada aquela pequena sátira do episódio 9.

Calma amigos hatters, não chegará nem a ofender, podem acreditar.

Havia conseguido voltar o foco na atividade que pôde assim ser realizada.

Segue aqui link do instagram para verem o resultado:

Quando estou desenvolvendo projetos visuais encomendados a explicação das necessidades que são definidas pelo cliente para a execução do trabalho são a inspiração para a produção do material.

Na verdade são, na maioria das vezes, muito mais a motivação para realiza-lo pois o prazo potencializa a solução dos problemas!

Quando tenho que criar algo para o cliente ou para meus projetos particulares eu busco referências visuais ou faço pesquisas de temas relativos.

Mas quando estou sem vontade para produzir qualquer tipo de arte ou desenho causado principalmente pela falta de foco basta seguir os passos descritos nesse post que não demora muito a surgir um foco entusiasmo que viabilizará minha produção.

O básico é ir atrás de atividades, assuntos ou temas que causem algum impacto na mesmice habitual de nossa zona de conforto.

Muitas vezes para mim basta sair para andar uns trinta minutos atento ao ambiente ao meu redor para que os diferentes estímulos visuais externos modifiquem minha abordagem criativa.

No fim posso ter em mãos foco, inspiração ou motivação me ajudando novamente.

Bem, se chegou até aqui espero ter apresentado uma possibilidade para te guiar a conseguir criar ou desenvolver seus projetos de forma mais fluída e tranquila.

Obrigado, bons desenhos para você e Sucesso!!

Sem comentários

Deixe uma resposta